InícioQuando Me ApaixonoGonçalo se declara para Matias mesmo sem poder falar

Gonçalo se declara para Matias mesmo sem poder falar

Gonçalo

Na novela Quando Me Apaixono, Gonçalo levou um tiro na cabeça de Josefina, mas está se recuperando pouco a pouco. Em breve o patriarca da família Monterrubio vai para casa para continuar se recuperando.

Quando Gonçalo já estiver em casa ele poderá contar com o apoio de toda a família assim como no hospital. Matias, seu único filho está muito feliz por seu pai não ter morrido, mas também preocupado com a sua recuperação.

Em Quando Me Apaixono Gonçalo se declara para Matias mesmo sem conseguir falar

Nos próximos capítulos de Quando Me Apaixono, Matias estará com seu pai em casa que mesmo com dificuldade na fala se declarará para ele. Gonçalo está usando um computador para escrever as palavras que ele quer dizer.

Matias coloca a música preferida de Gonçalo para ele escutar. Em seguida o jovem fala para seu pai que ele levou um tiro de Josefina, mas se recuperou, pois, ele é mais forte do que ela.

O senhor Monterrubio então escreve no  computador que Matias foi seu principal incentivo para lutar pela vida. Matias agradece e fala que agora que o viu no hospital percebeu que muita gente ama seu pai. Matias afirma que todos tiveram muito tempo para recordar o que viveram com Gonçalo.

Matias diz ao pai que se recordou de coisas que estavam guardadas como momentos da infância ao lado dele. Matias fala para seu pai que o maior tesouro que ele encontrou foi o carinho dele e o amor entre pai e filho.

Pai e filho se emocionam, pois, eles ficaram muito tempo um longe do outro por causa das maldades de Josefina, mas eles se amam muito e Matias não abre mão de ficar ao lado do seu pai.

O patriarca da família Monterrubio também vai emocionar Renata, pois, a moça descobrirá que seu pai deixará a mansão dos Monterrubio para ela. Renata afirma que seu pai sempre encontra uma maneira de cuidar dela.

Portanto, Gonçalo se declarará para Matias dizendo que ele foi o principal incentivo para que ele lutasse por sua vida.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *